Flores secas e turbulências

by - 23:59:00

"São tempos sombrios, não há como negar.". O Ministro da Magia já sabia que tempos difíceis iriam rolar. 
Começo de ano e eu ainda não consegui organizar minha vida como havia planejado. Mas o problema é: Organizar o que? Organizar como? Acredito que minha vida não anda tão desorganizada assim a ponto de não saber o que fazer com ela. Mas tem muita coisa que eu não estou sabendo lidar e isso tem gerado uma dor de cabeça momentânea.
Casa, faculdade, amores, livros, pessoas... Freak!

Tenho tentando conviver essa tensão, pressão, e enrolação de um jeito leve, porque, né, já está tudo pesado demais.



Eu tenho passado um bom tempo no meu quarto, ainda mais agora que a faculdade acabou e só me restou uma matéria para cursar. Enrolo na sala, na cozinha, na copa, no quintal, e até no banheiro, mas não adianta. Meu quarto, meu castelo.
É como se lá eu tivesse tudo aquilo que preciso: inspiração, calma, cama, puff, video game, melhores músicas, melhores filmes, melhores desenhos... E com isso tenho tentado deixar ele menos bagunçado possível, o que é bem difícil pra mim. Mesmo! 
Andei enfeitando ele com pisca-pisca natalino, que não tive coragem de tirar ainda. Deuses egípcios misturados com gatinhos, pinhas e Batman que estão nas prateleiras. Ainda tentei organizar o painel cafoninha que deixei na parede, mas não sei lidar com isso, muito menos com bijuterias, então tentei deixar anéis e colares todos à vista, e pendurados no cabideiro, com chapéus e umas pulseiras também, o que facilita encontrar e diminui a bagunça ♥

Gostei do resultado, ainda mais de noite. 
Saudades dormir de abajur.



Tentei reservar um tempo para escrever e ler, mas a novela "José do Egito" tem consumido minhas energias e vontades de fazer algo! Mas ao menos tentei colocar no papel tudo aquilo que estou sentindo. Ou quase tudo.



Senti saudades de cozinhar, de me perder nas horas em frente ao fogão e na cozinha, que então resolvi colocar a mão na massa. Mas em forma de doce. 
Brigadeiro é algo realmente bom divino espetacular, mas as pessoas estão loucas, só pode. Vender brigadeiro a R$ 4,00 é tipo, absurdo! Só comprei pela necessidade mesmo, mas aí resolvi fazer, porque, né, quando algo é bom, fica melhor ainda quando a gente faz com carinho.



Caminhando forte e fielmente todos os dias, com exceção de Domingo, é claro, porque Deus mandou a gente descansar no sétimo dia, e sétimo dia pra mim é Domingo. Porque sim. :)
Obviamente, caminhando e não deixando de apreciar as maravilhas da natureza. Existe coisa melhor que caminhar na rua? Academia com ar condicionado não vale, se comparada a este céu divino das seis horas da manhã.



Ando colecionando florzinhas e folhinhas, na tentativa de descobrir o nome de algumas para aumentar o meu herbário.



Há tempos eu havia ligado a tv e por acaso vi um filme bem doido, chamado "Garota Exemplar". Peguei pela metade e achei doido demais e sem noção. Mas aí, dias e dias depois, novamente liguei a tv por acaso e comecei a ver esse filme do começo, mas sem saber que era ele. E só posso dizer que: puta merda! Oh shit! Filme s e n s a c i o n a l!!!
Amy virou minha amiga, minha musa inspiradora! Hahaha exageros a parte, esse filme é bom mesmo. E não me contentando com o filme, consegui o livro. Mais amor ainda.


Desejando um amor como o de Amy.

Fevereiro parece que tem novecentos dias, não é mesmo? Nem o carnaval salvou.
Por diversas noites, e dias também, quis chorar, espernear, surtar, socar a cabeça na parede, dar um tiro em uma pessoa, correr pra longe de casa e só voltar no dia seguinte, bem "Onde vivem os monstros" mesmo.
Saudades, paz. Saudades, férias. Saudades vida calma, não corrida e amorosa.

Ah, vida amorosa... Como amores são doidos, né mores.