Fragmentos de Junho

by - 11:49:00


Cada vez mais tenho a incrível sensação de que o tempo está passando rápido demais. E que o ano continua esquisito.
Mas dessa vez, diferente do ano passado, os dias passaram mais leves. O que não significa que não tive dias turbulentos, de caos, choro, e vontade de sumir. 
Teve sim. E não foram poucos.

Metade do ano se foi.
E a sensação que fica é: "Como cheguei até aqui?"
Comecei o mês decidida a voltar a caminhar.
Mas, definitivamente, eu sou um saco de bosta no Inverno. Por mim, hibernaria como um urso. Talvez isso justifique porque estou gorda. Céus!
Mas no primeiro dia acordei cedo. E rendeu. Rendeu coisas boas, inclusive um texto, como esse, cheio de amor.

Estava com saudade de caminhar. Não só estava, como ainda estou. Trás uma paz, acalma a alma, e me faz um bem danado. ♥

Mesmo com tantas turbulências, brigas e discussões de família e amigos, continuamos – apesar dos pesares, e depois de tudo – juntos.
Foi aniversário do meu pai, e de uma amiga que dirige cultos e Fogueiras de Fé da minha Igreja.
Mesmo depois de tanto tempo, mesmo com tantas brigas e estranhamentos, teve oração, comemoração, agradecimento e união.
Minha família pode não ser lá aquelas coisas, e quase todo mundo pode ter um espírito de "flor que não se cheire", mas a verdade é que todo mundo se ama. O amor de Deus e a essência de cada um sempre falou mais alto na nossa família.
Esse mês foi também um mês de ansiedade e expectativa por uma coisa boa: um novo membro na família Aquino! Meu primo vai ser pai. Pai da doce Lia, que estava para nascer desde o dia dez, mas aparentemente quer fazer o tempo dela, o tempo da natureza, e tudo bem. Vai ficar pra semana que vem. Mas a gente espera, e aguenta o coração!

Um baita orgulho olhar pra essa foto e ver a família do meu pai e da minha mãe – mesmo que em número reduzido, estão presentes nela. Ao menos os pilares, e mais importantes: avós e tios.

Teve fogueira em casa, e o coração não se aguentou de alegria! Alegria porque é fogo controlado, porque se fosse incêndio, céus! Eu iria morrer e chorar só de ver o fogo perto de mim.
Mas não deu muito certo. Ninguém tem muita experiência com isso. ¯\_(ツ)_/¯

Essa não é uma segunda família, nem uma terceira. Acho esse lance de família algo bem sério para ser levado ou usado de qualquer jeito.
Mas esses são meus companheiros de oração, onde juntos adoramos à Deus, e agradecemos pelas suas maravilhas. Compartilhamos experiências, conversas, desesperos, lutas, milagres e vitórias. Uma alegria atrás da outra, e choro também, sempre que preciso.
Mesmo também estando em número incompleto, estamos juntos! ♥



Minha avó nos convidou para ir à uma pizzaria.
Que surpresa! As netas que foram excluídas no passado, agora mais presentes do que nunca.
É, amigos. É pesado, mas o mundo dá voltas até na família da gente. 

Eu sou a  "Neta da Maria". Não nos parecemos nem um pouco, né?

Comecei a ler um livro, e fiz um auto-desafioUm livro por dia, durante sete dias, para incentivar a leitura ao livro As Chaves do Reino, de Garth Nix.
Querem saber o resultado?
Falhei!
Falhei em partes, pois continuo a ler o livro. Estou no primeiro. Já tem seis dias. :)



Junho também foi um mês em que me dediquei à escrever cartas. Escrever cartas e fazer envelopes. Foi um mês de muito trabalho, dedicação, canetas gastas e inspiração. 
Às vezes é difícil escrever para pessoas que precisam de ajuda, no caso de violência em casa, depressão, dúvidas, quanto na verdade, você também precisa delas. 
Céus.
Como tem sido difícil sobreviver nesses últimos dias. A cabeça parece que vai explodir, com tanto pensamento negativo, pensamento medroso, e duvidoso.
Como tem sido difícil, acreditem.



Tenho fotografado a Lolla desde o dia em que ela chegou em casa, basicamente para acompanhar o crescimento dela e ver o quanto o tempo tem passado impiedosamente rápido.
A bichinha está cada vez mais linda, gorda e com pêlos escuros. Sinto uma pena por nem todos os cachorrinhos terem a mesma sorte que ela.
sem vergonha aprendeu a subir na rede.
Definitivamente, sou uma ótima professora de coisas ruins.

Foi Dia dos Namorados, e meu primeiro dia com alguém. E eu, sinceramente, espero que se repita mais vezes, porque é bom demais dividir os dias com uma pessoa.
O carreguei para ver "A Múmia" comigo. Vocês já viram? Céus! É demais! ♥ Sempre gostei da primeira versão, mas essa tá legal demais também!

Junho se foi em um piscar de olhos, e o balanço do mês foi: Tempestades são passageiras. Dias de Sol também.

Que em Julho a gente possa ter mais dias de Sol para agradecer e aproveitar cada momento! ♥



ps.: estou sumida daqui, mas estou todos os dias no Twitter e lá no Instagram