Meu Desencontro

by - 17:12:00



Gostaria que meus versos
já não existissem...
Nem que houvessem
as lembranças ou remorsos
de amar como te amei.

Não me importarei
se eu te esquecer,
Ou se o nosso juramento
na escuridão do inconsciente
numa luz se perder.

Não fossem meus olhos
ainda úmidos de pranto,
os meus lábios
secos pela falta dos teus beijos,
e as minhas mão frias,
tanto que só sabem de solidão,
talvez já nem siquer me lembrasse
porque ainda te espero.

22-01-2018