quarta-feira, 28 de março de 2018

Caminhada e Oração


Hoje voltei caminhando para casa, depois de um dia cansativo de serviço.
Não me recordava quando fora a última vez em que caminhei. Caminhei e senti o vento no rosto, ouvindo o canto dos pássaros e com os pensamentos longe, longe da cabeça...


Provavelmente, muito tempo.
Não sei em que momento me perdi, mas sei que me perdi.
Perdi a coragem de caminhar, a coragem de levantar da cama, de correr atrás de certas coisas, e de cuidar de mim.
O corpo é o templo do Espírito Santo, e não é possível - nem admissível - que ele fique bagunçado, mal cuidado, esquecido e doente.
Sinto que meu corpo está doente, tanto quanto minha alma. Às vezes, quase sempre, sinto uma dor, não física, mas sentimental, que não sei de onde ela pode ter vindo. Talvez até desconfie, mas não sei.

Nessa semana, tenho pensado muito sobre a minha vida, sobre meu coração, minha alma, minhas atitudes, minha essência e minhas obras.
O que tenho amado? Como tenho amado?
O que tenho feito? Para quem tenho feito?
Eu sou uma pessoa do bem?

Pensamentos assim tomam conta de mim. Mas é nesse momento que tento me olhar, mesmo com certa relutância, no espelho, e tento enxergar a mulher que me tornei. Mesmo coberta de defeitos, erros, pecados e muito coração para ser quebrado ainda.

Hoje, caminhando e contemplando a beleza divina, consegui colocar meus pensamentos em ordem, e consegui respirar fundo.
Infelizmente, tropecei na luta de santificação. 
Céus, como é difícil controlar nossa língua!
Por pouco não voltei a ser como eu era há sete dias atrás.
Não sou a mesma de ontem, que conseguiu um auto controle muito maior, mas, com toda a certeza, sou melhor do que certos dias...

Será que é errado orar pedindo para Deus por algo... banal? Como por exemplo, pedir para Deus abençoar uma partida de futebol? Pedir para Deus lhe ajudar a fazer algo... como um serviço?
Será que Deus se entristece quando abro minha boca para lhe pedir algo como isso?
Não sei.
Mas sei bem que Deus ouviu minhas orações na noite de hoje. Deus ouviu quando eu O clamei. Ouviu, não só hoje, mas todos os outros dias também!

Deus nos ouve! Mas para isso, é preciso conversar com Ele!

Neste dia, aprendi que sou frágil, digo, muito mais frágil do que pensava ser. Sou frágil, e pequena.
Não sei qual meu propósito aqui na Terra, nem meu propósito no Reino de Deus, mas, converso com Deus sobre isso.
Que prazer será reconhecer meu papel no seu Reino, e poder trabalhar pelo Pai!




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por sua visita!
Ative o "Notifique-me" para receber notificação do seu comentário, pois eu sempre respondo. O feedback é adorável! <3

Segredo Sujo © , 2008 ♥ 2018