sábado, 1 de setembro de 2018

Fragmentos de Agosto


Agosto foi um mês esquisito, apesar dos dias terem passado muito rápidos.
Pelo menos por aqui. 
Feriado, trabalho, consultas médicas, e reuniões de Igreja. 
Muita coisa aconteceu, mas nem tudo pôde ser registrado através de uma foto.


A cabeça está desgraçada.
O coração, também.
O corpo parece pedir ajuda, assim como a pele.
A pele já está sendo tratada, mas o corpo... como é difícil essa caminhada.

Aliás, caminhada é algo que fiz esse mês.
Ao menos um dia.
Mas fiz.
A mente não deixa levantar da cama. Ou seria a tireoide? O corpo trava, as pernas não colaboram. E o organismo, no fim de tudo, cobra. Cobra o excesso de peso. Cobra o sedentarismo. Cobra a falta de compromisso. Cobra tanta coisa, que me sinto mergulhada num mar de dívidas. A pior dívida de todas: a dívida comigo mesma.
Que dor. Que decepção. Que raiva. Que frustração.

Entretanto, vou buscando alguns meios de aliviar minha cabeça, como ficar longe de celular, longe de televisão, longe de gente tóxica, e de quem tem um buraco no coração.

Me apeguei as plantas. Eis que aos poucos vou voltando com meu Herbário. Bem aos poucos, né, pois sem a caminhada fica extremamente difícil coletar novos exemplares de flores e folhas por aí, sendo que as de casa já estão completamente saturadas hahahaha ♥

Esse mês fiquei muito próxima da minha gatinha Ísis. 
Ela realmente tem sido uma baita companheira em qualquer situação, apesar de não dormir comigo! Mas, acontece, né?


Aproveitei o embalo da câmera, e registrei esse Rosa começando a desabrochar.
Puro amor.


Agosto recebi duas cartas.
Duas puras e recheadas de amor.
E de duas pessoas que estava morrendo de saudade de conversar!
Vocês também tem crush de cartas? Porque eu tenho sim! Eu olho pra uma pessoa que troca cartas e penso: "Nossa, como eu queria trocar cartas com ela!"
Às vezes, dá certo.
Outras vezes, sou ignorada, ou recebo respostas vazias, cruas e frias.
Mas, vida que segue, e eu sigo mantendo contato com pessoas queridas.
Apesar de não conseguir colocar no papel tudo o que está guardado no coração, pois a mente não deixa.
Desgraçamento é tudo, meus amigos.


Foi feriado por aqui.
Dia 15 de Agosto, quarta-feira, feriado municipal, e tudo fechado, mas muita coisa bacana e disponível pra fazer na cidade ao lado.
Aproveitei o dia monótono para conhecer o Casarão Conselheiro Rodrigues Alves, que é uma espécie de museu particular, e foi tão gostoso! ♥


E, ainda aproveitei para ir ao médico com meus pais, e a coisa mais sensacional disso tudo foi poder tomar sorvete num dia frio, sem blusa e com sereno. 
E melhor ainda foi não ficar doente depois ♥


E aqui uma foto da minha suculentinha ♥




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por sua visita!
Ative o "Notifique-me" para receber notificação do seu comentário, pois eu sempre respondo. O feedback é adorável! <3

Segredo Sujo © , 2008 ♥ 2018