sexta-feira, 30 de março de 2018

Árduo


Hoje foi um dia gostoso, de paz, de felicidade, alegria, amor.
Hoje foi um dia de família, amigos, risos.
Hoje foi um dia de reconhecimento, agradecimento, louvor.

Acordei, e pela primeira vez, em muito tempo, talvez em vinte e quatro anos, orei, li No Cenáculo, li a Bíblia, e meditei.
As palavras escritas no devocional me ajudaram muito nesse dia.

No Cenáculo é um livreto com devocionais diárias, que contém relatos de pessoas dos quatro cantos da Terra, contando suas experiências com Deus, compartilhando suas lutas e sua fé. 
Eu não tinha o costume de ler, mas minha mãe sempre renovava a assinatura dele para a minha avó.
Como ela faleceu ano passado, este ano ela decidiu não renovar, mas eu não sabia, e renovei. 
E tenho certeza que foi um grande acerto, e será de grande proveito para mim.
Lá, encontro depoimento de pessoas que me fazem pensar sobre a minha vida e as minhas tribulações, além de encontrar palavras de incentivo, coragem, e amor.

Hoje, por exemplo, foi dado o testemunho de uma moça com deficiência física, que se sentia magoada por causa doas xingamentos que recebia quando criança, e também ao longo de sua vida. Mas, seguindo o exemplo de Cristo, ela tem conseguido superar sua dor, perdoando aqueles que a magoam.

A leitura bíblica é feita em Lucas 23.34, a qual está escrito:

"Contudo, Jesus dizia: Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem.".

O perdão de Jesus às pessoas que o xingaram, feriram, humilharam enquanto Ele caminhava à sua morte, é um exemplo de vida para nós.
Devemos perdoar quem nos magoa, por mais difícil que seja. Devemos encher nosso coração de perdão, ao invés de mágoas, rancor, ódio.

O perdão é um dos presentes mais lindos que podemos oferecer à alguém. 
Pedir perdão e fazer as pazes, mesmo que você não seja o errado, é uma atitude bela, doce e divina.

Eu, consegui, mesmo que parcialmente, liberar meu perdão no dia de hoje.
Semana passada tive um desentendimento com meu namorado, e com meu pai. 
Com meu pai, o perdoei, pois sei que o que foi dito pela sua boca não é de Deus, e precisa ser curado.
Mas, com meu namorado foi difícil. Fiquei extremamente chateada, com a garganta pesada, e com uma vontade imensa de bater na cara dele. 
Sim.
Bater na cara dele.
Bater na cara dele mesmo buscando a santificação.
Mas, hoje consegui perdoá-lo. 
O perdoei de coração. O perdoei por amor. 

Não somos perfeitos, e na vida, erramos por diversas vezes. Quase sempre fazemos aquilo que não deveríamos, influenciados pelo desejo carnal. Mas, devemos reconhecer nossos erros e mudar, buscando sempre se aproximar de Deus, afinal, Deus não se alegra com nossos erros.

Hoje, almoçamos em família. Mesmo que só uma parte da família, mas ainda assim, unidos.
Quatro gerações unidas à mesa, cheios de amor!
Que prazer foi isso!

Agradeci à Deus pela nossa união. Imaginei como Cristo deve ter se alegrado ao realizar a última Santa Ceia ao lado de seus amados. 
Passar um tempo, por menor que seja, com quem a gente ama, é divino, gracioso e incrível!

Por mais dias assim, em que nossa família esteja unida, coberta com o amor de Cristo!

Hoje, também pensei muito sobre a morte de Cristo. O caminho até a Cruz foi árduo. Não foram momentos doces, nem leves. Foi um fardo pesado, uma cruz pesada, um trabalho árduo.
E Jesus fez isso por amor. Amor à mim. Amor à você. Amor às pessoas que ali estavam. Amor às pessoas que ali um dia viram a estar.
Jesus deu sua vida por nós, para que pudéssemos ser salvos pela sua graça e misericórdia. Jesus deu sua vida, para salvar a nossa!
Jesus se entregou, para que nossos pecados fossem entregues à Ele, e que pela graça, pela fé, pela misericórdia e pelo amor, pudéssemos ser salvos!

Demorei um certo tempo para entender profundamente a forma como a morte de Jesus foi importante para o mundo. 
Ainda quando criança, encarava a morte dEle apenas como... morte. Mas, ao crescer e ler suas escrituras, exercitar minha fé, pude compreender de fato como seu ministério foi árduo. Afinal, ele não seria fácil "apenas" por Jesus ser Filho de Deus, não é mesmo?
Jesus se fez homem, se esvaziou, humilhou, servo tornou. Enfrentou pessoas, situações. Foi tentado. Teve sede. Teve fome.
Jesus chorou.
Jesus amou.
Jesus se fez homem, pele, carne, osso, hormônio, cabelo, unha, sentimentos, filho, carpinteiro, para que nós fossemos sua imagem e semelhança. Para que nós pudéssemos olhar para Cristo e nos espelhar nEle. Para que pudéssemos seguir seu exemplo de vida, sabendo que não é impossível, apesar de árduo, aceitar, amar e trabalhar para o Seu Ministério!

Que Jesus esteja com você, assim como sei que ele está comigo!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por sua visita!
Ative o "Notifique-me" para receber notificação do seu comentário, pois eu sempre respondo. O feedback é adorável! <3

Segredo Sujo © , 2008 ♥ 2018