terça-feira, 12 de abril de 2016

Me liga

Me liga.
Me acorda de madrugada. Me faz perder o sono. Me faz cair na gargalhada.
Me liga.
Me acorda com suas risadas. Me faz virar a madrugada.
Me liga.
Me chama pra sair. Me faz tomar banho demorado.
Me faz ficar indecisa se visto saia ou vestido. Salto ou sapatilha.
Me liga.


Me liga dizendo que vai me buscar na esquina de casa, porque ninguém pode ver a gente.
Me liga dizendo que quer me ver, e que não aguenta de saudade de mim.
Me liga.
Me liga dizendo que quer meu beijo e meu afago. 
Me faz ficar um dia todo sorrindo pensando na gente.

Me liga dizendo que lembrou de mim e que sente minha falta.
Me liga dizendo que quer me ver, me tocar, me beijar, me amar.

Me liga.
Vem borrar o batom da minha boca. Vem ficar com a cor dele em seus lábios.
Vem bagunçar meu cabelo, que eu demorei horas para deixá-lo como você gosta.
Vem levantar meu vestido, despir-me com seus olhos e me amar com sua boca.
Vem me fazer carinho, suspirar no meu ouvido e fazer juras de amor.
Me liga. E vem.

Me liga dizendo que vai largá-la de vez pra gente ficar junto.
Me faz acreditar nessa história. Me faz ter fé nessa mentira.

Alimenta meus sonhos. Alimenta meu coração. 
Aumenta meu desejo e minha paixão por você.
Aumenta minha vontade de te ver, e de te amar.
Aumenta minha vontade de você. De mim. De nós.

Que seja a cobrar, ou que seja só um toque.
Que seja de manhã, de tarde, ou até às três da manhã.
Nem que seja pra gente falar sussurrando no telefone.
Nem que seja pra gente se falar rapidinho.
Nem que seja por dez minutos.
Nem que seja por sessenta segundos.

Me liga, pra que ter certeza que você não se esqueceu.
Me liga, pra eu sonhar com a gente, e imaginar nós dois dançando juntos no quintal de casa numa noite quente de Primavera, enquanto toca qualquer música de romance na Band Vale.

Me liga. 
Diz que se deu conta que está apaixonado por mim, e que não sabe o que fazer.

Me liga.
Vem ser meu. Vem ser só meu.

Me liga. 

Segredo Sujo © 2008 ♥ 2020