terça-feira, 2 de abril de 2019

Fragmentos de Março


Mais um mês. 
Já se passaram três meses do ano novo, e eu estou mais assustada ainda com a forma que o tempo anda passando rápido.
Hoje mesmo, uma pessoa me disse: "Nossa, já estamos em Abril, né?" - e eu disse que "sim, e graças a Deus estamos vivos!", e ele riu, mas... comecei a pensar: será que estou vivendo, ou apenas sobrevivendo a esses dias?

Sei não, viu.
Mas os dias têm sido gostosos. Com desafios, com muito nervoso, dor no peito, pesadelo, choro, mas também muito amor, muita alegria e coisa boa.

Este mês visitei - parcialmente - a Igreja do Rosário da minha cidade com a minha irmã.
Mas foi só um oizinho rapidinho mesmo, porque a Igreja tava fechada no Domingo de manhã...
Ai que triste.
Mas a Igreja é linda demais, e ficou ainda mais linda depois da restauração e reforma para voltar com sua arquitetura original.
Um amor!



Teve também a incrível noite em que a Ísis resolveu dormir no meu travesseiro.
Nessa hora, toda mãe de gato dá um jeito: se vira, se revira, contorce, quase cai, fica com dor no corpo, mas dá um jeito de deitar na cama sem perturbar o baby, né?
Como pode...
Mãe é realmente tudo igual!



Teve também esse incrível carimbo que ganhei do pessoal do Carimbando Amor
Completamente apaixonada por esse carimbo de ex libris de gatinho, que eu nem esperava ganhar, e caiu nos meus braços de uma forma graciosa!
Aceito mimos, mores! 



Uma paixão chamada Corinthians.
Pela primeira vez fui na Arena sozinha com minha mãe.
Nós duas. Uma pela outra, e Deus por nós. Chuva, frio, nervoso com ingresso molhado, capas de chuva, muita sede, fome também. Mas também teve um gol - feio, mas gol -, que decretou a vaga do Timão pra oitavas de final. 
Eita, amor que não cabe no peito!
Além de ser só nós duas, né. Compartilhando do mesmo sentimento, da mesma alegria, felicidade, da mesma sensação, e do mesmo amor.




Te amo, mãe


Esse mês foi aniversário do Nick, e eu fiquei extremamente feliz em proporcionar à ele uma festa surpresa, ainda que não tão surpresa assim, porque eu sempre dou risada e acabo estragando, mas surpresa! Teve bolo de chocolate, teve salgadinho, refrigerante, velinha, e muito, mas muito amor! 
Felicidade define! ❤




Pela primeira vez em toda a minha vida fui numa festa em que não conhecia os anfitriões.
Socorro!
Isso realmente aconteceu, e eu não sabia onde enfiar minha cara. Provavelmente o noivo achou que eu era amiga da noiva, e a noiva achou que eu era amiga do noivo, só pode.
Mesmo não conhecendo os noivos, e tendo sido convidada para ir, me senti totalmente deslocada. 
Deixo registrado aqui que em quase três anos de namoro, neste dia eu tomei minha primeira cerveja com meu sogro. Surreal! E ao mesmo tempo gostoso.
E comi demais também. Fugi na hora de dar grana pro casal viajar (risos profundos), não dei presente, e nem cumprimentei os noivos, mas, vida que segue, né mores!
Olhe só que Igreja lindinha! 



Voltei a fazer kits com meus textos, e a escrever rascunhos no blog.
Meu coração andou meio parado - e ainda anda; acredito que ainda vai demorar muito até tudo voltar ao normal -, mas aos poucos vou colocando pra fora tudo o que está guardado no coração, na cabeça, escondido nos cadernos e blocos de notas, há anos!
Saudade de passar uma madrugada inteira deitada na cama, ouvindo música no MySpace, chorando e escrevendo textos no blog...
Saudade desse tempo que não volta, e que está difícil de repetir...
Saudade.
Aos poucos tudo vai se acomodando, se encaixando, fazendo sentindo, e, saindo.
Mas é preciso paciência, concentração, e muito amor!
Me esperem! Em breve volto com os textos! 



Que Abril seja um mês doce, amoroso, produtivo e criativo!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por sua visita!
Ative o "Notifique-me" para receber notificação do seu comentário, pois eu sempre respondo. O feedback é adorável! <3

Segredo Sujo © 2008 ♥ 2019