terça-feira, 9 de junho de 2020

Retrato


Minha primeira foto nessa quarentena de cara lavada (exceto o batom), e com a autoestima meio tanto faz.

Desde que terminei um relacionamento de três anos e alguns meses, tudo mudou.
Mudou meu relacionamento comigo mesma, minha visão de vida, de mundo, de amor, e de "solidão".

Sim. Esses dias têm sido fáceis e normais pra mim, e não, eu não chorei nenhum dia de saudade, de arrependimento ou de amor.
Foram três anos vividos de uma forma diferente, nova, mas que acabou, e eu só tenho a agradecer.
De verdade.
Me livrei de um peso que estava carregando e nem sabia. Nem havia me dado conta.

Durante esses três anos de namoro, eu perdi muitas coisas, mas não dei conta.
Perdi a vontade de ver coisas que costumava ver, de pensar em coisas que costumava pensar, de fazer, de ter, de viver.
Eu nem me reconhecia direito. Mas agora, finalmente, eu sou quem eu era. E não mudo por nada!

Perdi muitas coisas, principalmente, amigos.
Eu não entendo o que acontece, mas algumas amizades vão embora quando começamos a namorar.
E não fui eu quem se afastou.
Foram eles.

Quando terminei meu relacionamento, me vi aqui, sozinha, sem ter com quem chorar, com quem conversar, desabafar, gritar.
Era eu por mim, e olhe lá.
Não teve ninguém pra segurar minha mão, nem pra me mandar mensagem.
Teve minha irmã. Teve minha tia. Minha mãe, meu pai... mas, sei lá, sabe?

Isso sim foi solidão.

Encontrei meu abrigo aqui, nesse meu cantinho, qual cuido como jardim, regando e cuidando desde 2008, e na rede social mais maravilhosa desse mundo todo - e não é o fbook.
Encontrei pessoas que mantenho contato há ANOS e nunca vi pessoalmente, que me perguntaram se eu estava bem, que me mandaram abraços virtuais, mensagens de apoio, consolo, e até áudio e meme pra me aquecer o coração.
E tá tudo bem. Eu amei!

Eu amo esse poder que a internet trás pra vida da gente.
Nem todo mundo que tá do outro lado da tela é uma ameaça. Nem todo mundo é de mentira. Nem tudo é fake.
Existem pessoas reais, sentimentos reais, e amizades reais.
A vida é real por aqui também!

Sigo assim: refazendo a vida e novas amizades.
Com a quarentena, acreditem se quiser, meus vizinhos de trabalho viraram meus amigos. Os atendentes dos Correios viraram meus amigos. Os carteiros, os operadores de caixa do supermercado...
Pessoas assim viraram meus "amigos". 

E meus amigos mesmo, aqueles físicos, aqueles de verdade, de antigamente, eu nem sei como estão, pois mandei mensagem há tempos, até de NATAL e ANO NOVO de 2018 e 2019 (!!!), e até agora não recebi nem um "Oi", e outras nem visualizadas foram.

Mas tá tudo bem.
A vida segue.
E a quarentena também.
E o cabelo continua crescendo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por sua visita!
Ative o "Notifique-me" para receber notificação do seu comentário, pois eu sempre respondo. O feedback é adorável! <3

Segredo Sujo © 2008 ♥ 2020