À primeira vista

by - 15:59:00



Foi amor à primeira vista.
À segunda, à terceira, à quarta, à quinta,
e à mais quantas vistas houvessem.
Foi amor de dia, de tarde, e de noite.
Foi amor de segunda a sexta, e fim de semana.
Foi amor de sábado matinal, e de segunda-feira entediada.
Foi amor...

Foi amor que tira sono, e que faz cair nele também.
Foi amor que acorda de madrugada, e deixa com insônia.
Foi amor que provoca sorrisos espontâneos,
e choros abafados de saudade.

Foi amor que causa borboletas no estômago,
e que faz prender a respiração.
Foi amor de paralisar o coração, e de tremer as pernas.
Foi amor de querer ficar junto, e não largar mais.

Foi amor de corredores, de faculdade, de bar.
Foi amor de olhares, de indiretas e vontades.

Foi amor de parar corações, de parecer mentira, ilusão.
Foi amor de cinema, filme, peça de teatro, e contos de fadas.

É amor cada vez que penso em seu rosto
e em seus lábios se abrindo para um sorriso.
É amor cada vez que lembro de seu cabelo esvoaçante,
e dos dias em que ele estava cortado.
É amor cada vez que penso em seus olhos e lembro
deles nos meus.

É amor cada vez que fecho os olhos e lembro do dia
em que ele resolveu seguir o roteiro
que criei em minha cabeça durante tanto tempo,
usando os meus diálogos bem elaborados.
Era como se eu tivesse dado o roteiro para ele ler antes de tudo acontecer...

Desde o dia em que o vi, soube que era amor.
Amor à primeira vista.

E me apaixonaria à quantas mais vistas houvessem para se apaixonar.