sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

Fragmentos de Janeiro


Muita coisa gostosa aconteceu em Janeiro, mas também muita coisa não tão assim. Houve muito conflito interno, muita vontade chorar, de sumir, de explodir, mas também teve muita coisa boa, como esperança de um ano novo, vontade de mudar, recomeçar, apaixonar de novo, e voltar a escrever.


Comecei o ano visitando um dos pontos turísticos da cidade onde moro. O local escolhido foi a Casa da Cultura. Nesses vinte e cinco anos de vida, nunca visitei este lugar. Visitar até visitei, nessas coisas de ir, entrar, conhecer mais ou menos como é, ver uma exposição e só. Nunca havia de fato visitado e explorado cada canto desse lugar encantador.
Reuni tudo o que vi nesse post, e vale o clique para ver como lá é bonito! ❤



Deu na cabeça que seria uma boa ideia fazer biscoitos de nata num domingo à tarde.
Deu na cabeça, e foi para as mãos, e até que não foi uma ideia tão ruim assim...
Se tem uma coisa que eu amo nessa vida, entre outras, é cozinhar. É terapia, é gostoso, prazeroso, é distração. 
Tirei a poeira das forminhas que estavam guardadas há nos e consegui fazer biscoitinhos de boneco e florzinhas. Felicidade define! ❤



E o prazer que tive ao ver o Eclipse Lunar? E os vagalumes que apareceram no quintal de madrugada?
Coração se encheu de amor!



Comecei a leitura desse livro que tanto desejei, mas que acabei não curtindo muito no final.
Tudo bem, acontece, né?

"O Colecionador", de John Fowles.


Uma das coisas que mais sinto saudade de fazer na minha vida, e até hoje não sei em que momento aconteceu essa pausa dramática e profunda, é a de escrever cartas. 
Recebi doces cartas ao longo de 2018, e a última vez que consegui escrever foi em Julho. 
Se passaram meses desde então, e sigo aqui, tentando responder cartas que recebi em Agosto, mas tem algo mais forte do que eu que simplesmente me puxa para baixo, e parece me impedir de pegar um papel e caneta e começar a escrever.
Mas a verdade é que eu tô morrendo de saudade das minhas correspondentes,e quero deixar isso muito bem claro aqui: Não é vocês. Sou eu. De verdade. Perdão pelo sumiço. Vou aparecer em breve!



Doce, cansativo e produtivo Janeiro!
Que o resto do ano possa ser cada vez melhor!



Um comentário:

  1. Eu amo o mês de Janeiro porque é o mês do meu aniversário, então pra mim é um período simbólico e cheio de significados. Entretanto, eu apenas comecei a amar esse período recentemente. E é tão bom sentir-se amado nesse período.

    Nesse começo de ano eu entrei em vários processos de questionamento e todos são válidos na medida que a sua mente permitir.

    Boa sorte na sua trajetória, Jey.

    ResponderExcluir

Obrigada por sua visita!
Ative o "Notifique-me" para receber notificação do seu comentário, pois eu sempre respondo. O feedback é adorável! <3

Segredo Sujo © 2008 ♥ 2019